Tecnologia

Carros elétricos viram “baterias-móveis” em conceito criado pela Nissan e Foster + Partners


A expansão dos veículos elétricos (VEs) tem como desafio o seu abastecimento e impacto que estes carros podem causar nas redes de distribuição de energia. Foi pensando nisso, que a Nissan, em parceria com o escritório Foster + Partners, apresentou, no Salão de Genebra 2016, um conceito que transforma carros em baterias-móveis e cidades em uma grande infraestrutura de recarga. Com capacidade bidirecional, os veículos podem não só retirar energia da rede, como também enviá-la de volta de acordo com as necessidades da rede e do consumidor.

A transmissão contínua de energia entre edifícios e veículos é viabilizada pela tecnologia vehicle-to-grid (V2G), que permite a integração bilateral do carro, no caso o modelo Nissan Leaf, com a rede. Autônomos, os veículos podem se movimentar sozinhos à noite, ocupando e liberando pontos de recarga (feita sem cabos) enquanto seus proprietários dormem, para depois retornar à vaga inicial. O fato do abastecimento ser feito à noite, quando as tarifas de energia elétrica são mais baratas, traz vantagens para o proprietário do carro que, inclusive, pode lucrar ao vender o excedente de energia armazenada nas baterias durante o dia, quando o seu custo é mais alto.

Os carros seriam o elemento-chave de uma rede de abastecimento sustentável e inovadora na visão da Nissan e do Foster + Partners. “Integrar tecnologias de emissão zero ao meio ambiente construído é vital para criar cidades mais inteligentes e sustentáveis. Este compromisso deve ser estendido além do carro – deve estar em tudo o que fazemos”, finaliza o arquiteto David Nelson, diretor de projeto do Foster + Partners.

Tecnologia
Ser criativo para ser sustentável: tijolos inovadores
Design
Trezor, o carro elétrico autônomo da Renault
Tecnologia
Trezor em ação
There are currently no comments.