Arquitetura

Volumetria contribui para conforto ambiental de complexo residencial


Eleito o Building of the Year pelo World Architectural Festival (WAF-2015) em sua 8ª edição, The Interlace, em Singapura, rompe com o modelo tradicional de edifícios residenciais isolados das grandes cidades mundiais. Projetado em 2007 pelo arquiteto alemão Ole Scheeren quando ele ainda era sócio do OMA junto com Rem Koolhaas, o complexo residencial é composto por 31 blocos de apartamentos entrelaçados que configuram 8 praças hexagonais interligadas entre si.

foto: Iwan Baan

foto: Iwan Baan
Construído em Singapura e premiado na 8ª edição do World Architecture Festival, o conjunto residencial “The Interlace” foi projetado pelo arquiteto alemão Ole Scheeren

A abordagem nova e radical em relação ao habitat contemporâneo encantou o júri da premiação, composto por arquitetos como o britânico Peter Cook e o japonês Sou Fujimoto. O padrão inusitado de ocupação do solo e volumetria incomum do conjunto foram feitos a partir de um diagnóstico climático, com estudo aprofundado dos ventos locais e trajetória solar. Espelhos e outros corpos d’água foram estrategicamente implantados onde há corredores de vento para amenizar o calor intenso das áreas comuns no verão.

THE INTERLACE by Buro Ole Scheeren

fotos: Iwan Baan
Os trinta e um blocos de habitação horizontais se articulam de formas variadas com oito pátios hexagonais

THE INTERLACE by Buro Ole Scheeren_4

fotos: Iwan Baan
A sobreposição de blocos configura uma volumetria complexa permeada por terraços, sacadas e praças verdes.

THE INTERLACE by Buro Ole Scheeren_5

fotos: Iwan Baan
A forma complexa e entrelaçada rompe com o modelo tradicional de torre isolada que impera do mercado imobiliário mundial

THE INTERLACE by Buro Ole Scheeren

fotos: Iwan Baan
Para Ole Scheeren, o projeto do The Interlace busca atender um dos grandes desafios das cidades contemporâneas, que é o equilíbrio entre o público e o privado

fotos: Iwan Baan

fotos: Iwan Baan
A disposição entrelaçada dos blocos não obstrui a vista do horizonte e a ventilação nos 1040 apartamentos de tamanhos variados

A luz e ventilação naturais penetram em abundancia os 1040 apartamentos de tamanhos variados, todos com vista para o cinturão-verde que cerca o empreendimento, erguido em 2013. Os balanços e conexões entre os blocos de seis andares e 70m de comprimento criam áreas sombreadas que servem como passagem e contribuem para a criação de um microclima mais agradável. Além de garantir o conforto térmico, o projeto privilegia o lazer dos moradores por meio das praças, terraços verdes e tetos-jardins.

Arquitetura
Sustentável por quê?
Arquitetura
Ventilada e permeável, fachada da Tower at PNC Plaza capta ar fresco
Arquitetura
Modulabi privilegia conceitos da arquitetura bioclimática
There are currently no comments.