Arquitetura

Envoltória cerâmica atua como fachada, pérgola e cobogó


Foto: Pedro Pegenaute

Em Barcelona, na Espanha, uma casa exibe uma inusitada envoltória cerâmica verde que a “funde” com a vegetação do entorno. Erguida em um terreno com desnível acentuado, a construção de três pavimentos, organizada ao redor de um pátio central, é envolta pelo “tecido cerâmico” que se desprende do volume cúbico, sombreando-o e garantindo a privacidade dos moradores da casa. O projeto de arquitetura é do escritório espanhol PMMT.

Foto: Pedro Pegenaute

Versátil e multifuncional, o elemento cerâmico atua simultaneamente como cobertura, fachada, pérgola e cobogó, respondendo às necessidades estéticas e funcionais que o entorno impõe ao projeto. Sua superfície de 376m2 é formada por peças vitrificadas de 50cm de comprimento presas de forma alternada (cheios e vazios) em uma estrutura de aço inoxidável de forma a criar uma retícula permeável ao ar e à vista.

Foto: Pedro Pegenaute

As placas foram criadas em 4 tons de verde que buscam se assemelhar às tonalidades que a vegetação do entorno adquire durante as 4 estações do ano.

Além da cerâmica verde, outro material que predomina na composição arquitetônica neutra, visualmente integrada à paisagem natural, é a madeira presente na fachada (Castanheira) permeada pelos caixilhos de alumínio e vidro, e também na plataforma em frente à sala de estar que prolonga o interior da casa até a sombra das árvores.

Foto: Pedro Pegenaute

Outra solução que proporciona conforto térmico, além do tecido cerâmico que sombreia, sem barrar a ventilação e iluminação naturais, é o pátio central articula os ambientes e circulações da casa.

O fluxo de ar natural no interior da residência é otimizado através do efeito chaminé proporcionado pelo pátio central, por onde penetra grande quantidade de luz natural para dentro da edificação.

Fotos: Pedro Pegenaute

Para os autores do projeto de arquitetura, os arquitetos espanhóis Patricio Martínez e Maximià Torruella, sócios do PMMT, o grande desafio do projeto foi garantir a privacidade da casa, que fica abaixo do nível da rua e da vizinhança, através de uma solução que não comprometesse a integração da casa com o entorno verde e seu conforto ambiental.

Foto: Pedro Pegenaute

“A tradição mediterrânea tem como valores importantes a geração de espaços com sombra, especialmente para estações quentes, através de ‘tecidos cerâmicos’ trabalhados separadamente em elementos arquitetônicos como fachadas, pérgolas, cobogós e coberturas”, explicam os arquitetos, que optaram por reunir esses elementos em uma só solução arquitetônica, uma envoltória cerâmica multifuncional.

Ficha técnica:
Casa TR
Barcelona, Espanha
Área construida: 512,37 m2
Área do terreno: 995,00 m2
Ano de projeto: 2013/2014
Arquitetos: PMMT. Patricio Martínez, Maximià Torruella
Colaboradores: Alex Herráez (arquiteto), Joana Cornudella (arquiteta), Luis Gotor (arquiteto), Marta Farrús, Laia Picarín (BIS Arquitectes, conusltores de Estructura), Alberto Lopez (ARC Barcelona, consultores de instalações), Ricard Balañá (arquiteto técnico)
Fachada cerâmica: Flexbrick
Fachada e interiores de madeira: Font Fusters

Arquitetura
Potes de sorvete vedam fachadas de biblioteca na Indonésia
Arquitetura
Sustentável por quê?
Arquitetura
Brises de madeira protegem Casa no Cerrado da radiação solar direta
  • Valentina

    Os arquitetos puderam desenvolver as tonalidades de verde das placas cerâmicas juntamente com a empresa. Isso foi bacana. E o fato do material ser vitrificado aumenta bem sua resistência às intempéries. Resta saber se a fixação destas placas na estrutura de aço inoxidável aguenta bem esforços como vento…


  • Thomas Carmona

    Lindo demais!